Apresentação

O PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM LITERATURA E CULTURA da Universidade Federal da Bahia (PPGLitCult-UFBA) é resultado do desmembramento do PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM LETRAS E LINGUÍSTICA (PPGLL), recomendado, com nota 5, na 112ª Reunião do CTC-ES, em 02 de outubro de 2009. Atendendo a recomendações emanadas das avaliações do PPGLL realizadas pela CAPES, promoveu-se o desmembramento do programa antigo, uma vez que a emergência de novos paradigmas no âmbito dos estudos da linguagem impunha uma reconfiguração interdisciplinar mais complexa, capaz de atender à crescente demanda de recursos humanos qualificados, no campo dos estudos literários e culturais, no contexto regional.

Em 2013, o Programa de Pós-Graduação em Literatura e Cultura completou o seu quarto ano de funcionamento e foi submetido à primeira avaliação pela CAPES, tendo mantido a nota 5,0 no triênio 2010-2012.

O Programa caracteriza-se por uma estrutura flexível e permeável, de modo a ultrapassar a territorialização disciplinar. Tal particularidade tem permitido uma profícua interação tanto com o Programa de Pós-Graduação em Língua e Cultura, também originado do PPGLL, como com outros programas de Pós-Graduação da UFBA, na área de Ciências Humanas, e com outras IES do estado da Bahia e de outros estados da Federação.

A reestruturação manteve a área de concentração a de Teorias e Crítica da Literatura e da Cultura, agregando às linhas de pesquisa Documentos da Memória Cultural e Estudos de Teorias e Representações Literárias e Culturais, então existentes, as de Crítica e Processos de Criação em Diversas Linguagens e Estudos de Tradução Cultural e Intersemiótica.

O Programa visa a contribuir para a formação de profissionais qualificados para a docência em nível superior, adotando a perspectiva contemporânea segundo a qual se compreende a produção literária em sua articulação com o espaço polifônico da cultura, tanto em nível nacional, quanto internacional. O trabalho realizado nas linhas de pesquisa promove uma integração entre as áreas de Teoria de Literatura, Estudos Culturais, Literaturas de Língua Portuguesa e Literaturas Estrangeiras, através do desenvolvimento de projetos que, em grande medida, promovem-se a partir do trânsito estabelecido entre as produções literárias e culturais locais, nacionais e internacionais, assim como a partir das relações entre as diversas esferas de produção artística e intermidiática. 
Como objetivo geral articulado ao primeiro, O PPGLitCult também busca contribuir para o incremento da educação básica, uma vez que parte significativa de seu corpo discente atua ou irá atuar no ensino médio público. O caráter interdisciplinar e multicultural assumido pelo Programa se destina a fazer com que os alunos possam se capacitar para um trabalho de pesquisa e de docência pautado pelo respeito intelectual e pela valorização crítica das diferentes possibilidades de manifestações simbólicas. Ademais, o viés sócio-crítico assumido nos estudos de literatura e cultura destina-se à formação intelectual do pós-graduando, no sentido de assumir o ensino escolar como função social empoderadora e transformadora na constituição de sujeitos autônomos e éticos. 
Na medida de sua inserção histórica no cenário baiano, como programa derivado de uma tradição de estudos de linguagem com mais de três décadas, o PPGLitCult também se ocupa da formação sociocultural da Bahia, no que diz respeito a sua memória, inscrita nos documentos e discursos que circulam em várias esferas espaço-temporais, produzindo-as.


No entrecruzamento entre essas três instâncias de ação (avanço teórico transdisciplinar e transnacional; potencialização do sistema escolar e intervenção na realidade local) objetiva-se promover uma formação de recursos humanos profissionalmente qualificados para o enfrentamento de questões sociais contemporâneas, através de sofisticada e eficiente reflexão teórica e práxis com impacto social. 
Nessa direção, as ações que norteiam a proposta do PPGLitCult procuram promover:


a) a integração entre seus níveis, atividades e componentes (entre ensino e pesquisa, entre orientando e orientador, entre a pós-graduação e a graduação); 


b) o aperfeiçoamento de sua estrutura curricular, tendo como horizonte a revisão da disciplinaridade tradicional e institucionalizada, a crescente prática inter e transdisciplinar e a abertura para o estudo da dimensão cultural e política das produções estéticas;


c) a proposição de linhas de pesquisa e disciplinas diretamente oriundas das atividades de investigação mais sedimentadas e produtivas, desenvolvidas pelo corpo docente permanente do Programa e pelos seus discentes; 


d) o incentivo à qualificação, ampliação e distribuição mais equânime da produção bibliográfica; 


e) a sedimentação, ampliação e produtividade dos diálogos interinstitucionais e dos intercâmbios acadêmicos e científicos.

 

Linhas de pesquisa do PPGLitCult

 

a)    Crítica e Processos de Criação em Diversas Linguagens

Duas vertentes de estudos são contempladas: a Crítica Textual Moderna e a Crítica Genética. A Crítica Textual Moderna se ocupa do estabelecimento do texto de autor moderno ou contemporâneo (textos éditos ou inéditos), buscando o que teria sido a última vontade do autor. A Crítica Genética, por sua vez, se debruça sobre o processo de criação do texto de autor (moderno ou contemporâneo), buscando demonstrar qual teria sido o caminho percorrido na construção de sua obra.

 

b)    Documentos da Memória Cultural

Integra pesquisas que exploram interseções entre literatura, cultura história e política, englobando vertentes diferenciadas de estudos de expressões identitárias, em perspectiva nacional, transnacional ou dos segmentos minoritários, bem como da organização e leitura crítica de acervos documentais e literários.

 

c)    Estudos de Tradução Cultural e Intersemiótica

Depois que Roman Jakobson discriminou e definiu três tipos possíveis de tradução – a intralingual, a interlingual e a intersemiótica – os estudos dessa área passaram a expandir suas fronteiras para além da conhecida prática escrita de conversão de uma língua para outra. A partir da década de 60, do século XX, os diálogos entre artes passaram a ser incluídos no âmbito da tradução entre diferentes sistemas de signos – a tradução intersemiótica – contemplando, por exemplo, traduções do texto literário para o cinematográfico, do teatro para os quadrinhos, dentre outras possibilidades. A consciência de que o processo de tradução ocorre a partir de um outro lugar de fala, resulta de jogos de interpretação, apropriação, deslocamento de uma idéia de origem, derivando na reescrita de um texto, que não será idêntico àquele que o originou, já que conterá as marcas do tradutor, gerou o reconhecimento de que o tradutor não é uma tabula rasa e que, portanto, deixará, de alguma forma, suas marcas no texto que traduz e ressignifica. Assim, as pesquisas conduzidas nesta linha contemplam as análises de traduções intersemióticas e/ou interlinguais de textos literários, tomando como ponto central de observação questões relativas à cultura.

 

d)    Estudos de Teorias e Representações Literárias e Culturais

Estudos que empreendem uma reflexão sobre pressupostos teóricos efetivados no século XX e XXI e analisam representações poéticas e ficcionais do referido século,      considerando-se os contextos em que se inserem, atentando-se para diversidade de entrecruzamentos de ícones artísticos e culturais e para o jogo de imagens que movimentam as representações diversas de uma cultura, dentre elas as operacionalizadas pela literatura.